O cäo tem provávelmente o lobo cinzento como seu antepassado. As primeiras relações comprovadas entre o lobo e o homem datam de há cerca de 10.000 a 15.000 anos.

O lobo cinzento, o mais provável antepassado de todas as actuais raças de cäes.

O lobo é um animal muito social. Vive tal como o homem em grupos, (chamados matilhas) com uma hierarquia social, na qual alguns ocupam posições de chefia. Isto faz que seja possível e desejável mantê-lo como animal de companhia, e neste caso o lobo reconhece o homem como seu superior. Entäo criaram-se certas exigências ao comportamento e aparência do lobo.

Näo se sabe ao certo se foi o homem que se acercou do lobo ou se o lobo procurou o homem. Ambos tinham vantagens da situaçäo emergente: o lobo foi usado pelo seres humanos na caça, ajudava a conduzir as manadas, e avisava da presença de inimigos. Por sua parte o homem garantia que o lobo tivesse sempre que comer.

Conteúdo
Mantendo animais de estimaçäo
Um exemplo: O cäo
A História do cäo
O cäo actual
Consequências dos exageros dos criadores de "raças"
Prejuízos para o cäo
O animal doméstico
As consequências para a animal, e a indústria relacionada
Quem possui animais
Porque se quer ter um animal de estimaçäo?
As desvantagens para o possuidor
Conclusões
Animais domésticos?

Durante a Idade Média o cäo foi cada vez mais apreciado como símbolo de estatuto social. O cäo conferia estatuto social. Desde entäo multiplicou se o número de raças existentes. Foram criados cäes em funçäo de seleções por tamanho, comprimento, côr, forma da cabeça, comportamento e aspecto mimoso. Esta selecçäo continua hoje em dia a ser feita.

E assim chegámos ao cäo contemporâneo.