As pessoas têm direitos e deveres. O dever associado a certos direitos tem básicamente como origem os direitos das outras pessoas que devem ser respeitados.
Os animais têm direitos, mas que se passa quanto aos seus deveres?
Independentemente de como você vê o conteúdo de direitos dos animais, os direitos dos animais são, básicamente, direitos humanos. Estes são direitos concedidos a pessoas para limitar o comportamento de outras pessoas no tratamento de animais.
Por esta razão, os animais não têm obrigações. Os deveres pertencem às pessoas que querem estabelecer limites e a pessoas que restrigem  a liberdade de animais.
No nosso tempo, os  espaços naturais são tão limitado que se pode dizer que todo o espaço na Terra cai sob a administração humana e, portanto, sob a sua responsabilidade. Apenas um ou dois séculos atrás, a situação era completamente diferente. Antes você poderia retirar-se da sociedade na natureza selvagem da África ou no Wild West e fazer coisas que ultrapassavam toda a jurisprudencia.
Felizmente, que esse tempo passou, embora, por exemplo em filmes (cowboys e índios), esses tempos ainda sejam romantizados.
Agora, o governo tem o dever de cuidar dos animais que são feridos na zona fronteiriça da Natureza ou que potencialmente poderão causar danos a pessoas, bens ou mercadorias.
O facto do governo negligenciar o seu dever de cuidado, tem para além dos custos a ver com o facto de os direitos dos animais estarem agora baseados no valor intrínseco do animal. O valor intrínseco é o valor que o animal tem, independentemente do valor que o homem lhe atribui. Com esta definição deficiente de direitos, o estado tem subtraído as suas mãos das suas responsabilidades. Os animais feridos no trânsito ou encontrados fora do habitat que lhes foi atribuído são simplesmente abatidos pelas autoridades (policiais ou guardas de caça). O dinheiro para o transporte para clínicas veterinárias ou de volta ao seu habitat, não está portanto disponível.

Para melhorar a atitude da política e governo é necessária uma mudança integral de consciência suportada em princípio por todos os cidadãos. Para que a mudança suceda é necessária uma visão simples e poderosa. Para a expressar temos de referir ao nível de desenvolvimento da civilização. Este desenvolvimento é caracterizado por saltos em graus de liberdade.
Liberdade é o começo, o meio e o fim na conquista de melhor qualidade de vida.
Agora estamos esperando a conclusão deste desenvolvimento. Este desenvolvimento que apenas nós, seres humanos podemos iniciar e manter.