É nossa convicção que todos os animais são portadores dum direito básico, que é o de poderem desenvolver o seu comportamento natural. Liberdade é um direito básico para os seres humanos, mas os animais (ainda) não têm esse direito reconhecido oficialmente.

Todos os animais deveriam viver com suficientes possiblidades de exprimir e  manifestar o seu comportamento natural.

 
Pensamos que nem os criadores, nem a sociedade, nem os consumidores ou os animais tiram proveito da bio-indústria. Esta tornou-se num mero meio e fim para a produção de lucros nos mercados externos. Trata-se de uma concorrência desonesta. A globalização não pode ser uma capa justificativa duma exploração sem limites de pessoas, de animais, e do ambiente natural.
Os animais são usados em processos que atingem uma enorme dimensão e velocidade.

Alguns argumentos falaciosos (p. ex. pro bio-indústria ou touradas) são usados frequentemente, mas são inválidos. O uso destes argumentos é feito tanto pelos que são a favor como pelos que são contra.

 

Podemos comer animais? E quanto a animais de estimação?

Escrevemos em muitas centenas de artigos sobre as razões do aparecimento da bio-indústria e sobre as situações degradantes existentes quer em si quer em seu redor (a ver as fotografias e curtos excertos de video ). 
Mostramos que se pode fazer também diferente e melhor.

 

E finalmente, mas não menos importante, pode-lhe economizar muito dinheiro.

Você pode visitar o Animal Freedom e reagir no Facebook.